quinta-feira, 1 de setembro de 2011

Como Fazer Papel Reciclado



PAPEL RECICLADO ARTESANAL


O papel nada mais é que um emaranhado de fibras vegetais. Ao transformar papel usado em novo, estamos na verdade desfazendo essa trama e entrelaçando as fibras novamente. A partir do papel artesanal, é possível confeccionar papéis de carta, marcadores de livros, porta-retratos, porta-lápis, capas de caderno, livros, cartões de visitas, envelopes, convites, papel e embalagens de presentes, entre muitas outras possibilidades.

Entre os tipos de papel que podem ou
não ser reciclados, temos:

Recicláveis

Jornais e revistas, folhas de caderno, formulários de computador, envelopes, rascunhos, caixas em geral, aparas de papel, fotocópias, papel de fax, cartazes e folhetos.

Não Recicláveis

Papel carbono, fita crepe, papéis metalizados, papéis parafinados, papéis plastificados, papéis sanitários, "papel" de bala, embalagens de biscoitos, papéis sujos, etiqueta adesiva, tocos de cigarro e fotografias.




Benefícios da Reciclagem
  
1.   Contribui para diminuir a poluição do solo, água e ar;
2.   Melhora a limpeza da cidade e a qualidade de vida da população;
3.   Prolonga a vida útil de aterros sanitários;
4.   Melhora a produção de compostos orgânicos;
5.   Gera empregos para a população não qualificada;
6.   Gera receita com a comercialização dos recicláveis;
7.   Estimula a concorrência, uma vez que produtos gerados a partir dos reciclados são comercializados em paralelo àqueles gerados a partir de matérias-primas virgens;
8.   Contribui para a valorização da limpeza pública e para formar uma consciência ecológica.

 


A reciclagem surgiu como uma maneira de reintroduzir no sistema uma parte da matéria e da energia, que se tornaria lixo. Os resíduos são coletados, separados e processados para serem usados como matéria-prima na manufatura de bens, os quais eram feitos anteriormente com matéria-prima virgem. A reciclagem propicia a economia de energia, água e matéria- prima, gera emprego e renda nas etapas de coleta, separação e comercialização do material reciclado.

PAPEL ARTESANAL – FEITO À MÃO – PAPEL RECICLADO
(Receita By Irineia Kirach)

Matéria Prima: Cadernos usados, envelopes, papel de embrulho, saquinhos de mercado, sulfite usado, jornais, anilina para tecido, água sanitária.

MATERIAL NECESSÁRIO: 

01 Liquidificador
02 bacias quadradas  grandes,
Retalhos de tecidos (lençol velho, toalhas de mesa)
02 baldes,
01 ferro de passar,
01 rolo de macarrão’
01 esponja de banho,
01 fogão,
01 panela,
01 colher de pau,
02 bastidores de madeira (um com tela e outro vazado)
100 k de jornal velho.



Como fazer:

1.   Selecionar a matéria prima, retire clip, grampo ou  papel muito sujo, você vai reciclar um tipo de papel de cada vez, por exemplo: nunca misturar jornal com sulfite. Compromete a qualidade do papel.

2.   Picar o papel em pedaços, o menos possível.

3.   Colocar numa panela de água para fervura, até que a goma solte as fibras (1 hora mais ou menos, ou deixar de molho por 24 horas.)

4.   Para alvejar, durante a fervura, usar água sanitária até o ponto do branqueamento desejado. 

5.   Depois de branqueado, deve-se lavar bem a polpa do papel antes  de bater no liquidificador, caso você queira colorir seu papel.

6.   Retirar do fogo e bater depois de frio.  DICA: Colocar uma quantia de cada vez, com muita água, para não forçar o liquidificador.

7.   Despejar a polpa  na bacia ou latão.

8.   Depois do papel batido vamos “temperar” nosso papel colocando cola (Agar Agar  ou cola branca) ou extrato de quiabo, tinta, flores ou o material que vamos usar para decorar nosso papel.

9.   Numa bacia quadrada grande, colocar 15 litros de água ou mais e colocar 10 medida da polpa do papel.

10.                    Mergulhar os bastidores na bacia, fazendo o movimento de ir e vir, que crie uma onda sobre o bastidor.

11.                    Deixe escorrer, segurando o bastidor na horizontal.

12.                    Sobre a mesa arrume camadas de jornal com tecido, vire o bastidor sobre o tecido com jornal por baixo.

13.                    Retire o excesso de água, comprimindo a tela do bastidor  com uma espoja de banho.

14.                    Para retirar o papel do bastidor basta dar tapinhas no verso do bastidor, para que o papel se desprenda a caia sobre o pano.

15.                    Depois prensá-lo com rolo de macarrão entre jornais ou prensa.

16.                    Levar para o varal para secar.

17.                    O papel pode ser passado a ferro de passar, para prensá-lo e secar com mais rapidez.


Se pegar o molde deixe um OK!

Gostou? Copie a idéia, não esqueça de fazer e mande suas fotos, para o e-mail: perolasdadinha@gmail.com

Agora me deixa feliz e comenta vai!

E só clicar que abre a caixinha em outra janela, não precisando sair do blog. Seus comentários são muito importante para mim e valem muito, se puder clique também no +1. 

Beijos 
Alda Sartori

0 pérolinhas:


My Stick Family from WiddlyTinks.com

click to create your own

Deixe seu comentário e me deixe super feliz!
Tecnologia do Blogger.